22 de novembro de 2017 Adsense, Blog336

Se eu usar AdSense no meu blog, posso usar alguma outra plataforma?

Quando falamos em publicidade, o AdSense ainda é o maior na internet. Os rendimentos da maior parte dos blogueiros é proveniente dessa ferramenta do Google. Contudo, existem outras plataformas que oferecem serviços de publicidade e que, embora não tão conhecidas, estão trazendo excelentes resultados.

Um dos grandes inconvenientes é que nem todos os blogueiros ou proprietários de sites conseguem ter suas produções aprovadas no AdSense. O Google apresenta muitas condições e termos que são complicadas para qualquer blogueiros, além do que, em muitas situações, os próprios anunciantes encontram suas contas canceladas ou banidas pelo Google sem qualquer explicação.

Para os blogueiros, aí é que começa um grande problema, pois é praticamente impossível conseguir aprovação do AdSense novamente para o mesmo blog e, nesse caso, é preciso encontrar alternativas.

Hoje, graças ao desenvolvimento da internet e da globalização, é possível encontrar alternativas que oferecem resultados, se não tão eficientes, pelo menos mais confiáveis do que o AdSense.

As alternativas que vamos apresentar podem não ser como o AdSense, mas não ficam em nada devendo ao gigante do Google e, aqui entre nós, como se mostram mais confiáveis, ou o AdSense melhora suas condições, ou essas plataformas facilmente irão superar o número de anunciantes do Google.

As plataformas que vamos apresentar também possuem suas próprias regras e, portanto, é preciso ser honesto com os anúncios para não ter a conta cancelada.

No AdSense, a forma mais frequente de anunciar e ganhar dinheiro é através do CPC, ou Custo por Clique. Assim, os anúncios inseridos no blog ou site devem estar relacionados com o nicho de mercado para o qual o conteúdo é dirigido. As plataformas que iremos apresentar podem ter a aplicação de CPC ou de outras formas de rendimento.

Alternativas ao AdSense para o seu blog ou site

BuySellAds

O BuySellAds foi desenvolvido como uma rede de publicidade direta, ou seja, é uma plataforma em que se trabalha como no AdSense. A ferramenta possui algumas restrições, devendo ser cumpridos alguns requisitos mínimos de tráfego para que se consiga a aprovação.

Embora possa ser uma alternativa para o AdSense, essas restrições tornam um pouco difícil conseguir aprovação, o que faz com que a gente analise outras plataformas antes de fazer a opção.

Chitika

A plataforma Chitika é bastante semelhante ao AdSense, oferecendo anúncios textuais como a gigante do Google. Da mesma forma que o AdSense, o pagamento é feito através do CPC, exigindo um mínimo de 10 dólares para os pagamentos feitos pelo PayPal, ou de 50 dólares para outras formas de pagamento.

Uma das ferramentas do Chitika é a construção de programas de afiliados. Assim, se você indicar outras pessoas e essas pessoas fazerem vendas, você ganha um percentual das vendas a título de comissão de referência. Além disso, você também pode usar o Chitika juntamente com o AdSense, podendo obter outros meios de rendimento.

AdBrite

O AdBrite também trabalha através de CPC, ou seja, você recebe pelo número de cliques em cada anúncio. Uma de suas vantagens é que você pode rejeitar qualquer anúncio inserido, podendo colocar aqueles que sejam mais relevantes para o seu site ou blog.

Com o AdBrite, você pode chegar a ganhar até 75% sobre os cliques, ou seja, um percentual bem melhor do que outros programas de anúncios. Além disso, também é possível personalizar os anúncios para se encaixar melhor no layout do seu site ou blog.

O melhor do AdBrite é que não possui condições tão complicadas, exigindo um requisito mínimo de tráfego, conseguindo facilmente a aprovação.

Infolinks

O Infolinks é uma plataforma de anúncios de imagens e não de texto, assim é possível melhorar a atenção dos visitantes, chegando mais diretamente e possibilitando maior número de cliques. Trata-se de uma forma de publicidade mais adequada para sites e blogs que possuem maior tráfego.

A plataforma paga um percentual de 70% das vendas, sendo o pagamento feito através do PayPal, de cheque ou de transferência bancária.

Clicksor

O Clicksor também é um programa que trabalha com anúncios de imagens. A plataforma faz o pagamento a cada 15 dias, com um limite mínimo de 50 dólares, sendo a remessa feita através do PayPal, de cheque ou de transferência bancária.

Através do Cliksor, você recebe um percentual de 85% de suas vendas totais, bem maior do que qualquer outro programa. Além disso, a plataforma também oferece um programa de afiliados, onde você recebe 10% da comissão da pessoa indicada.

Outbrain

A Outbrain é uma plataforma que vem crescendo muito nos últimos anos, estando presente em mais de 100 mil sites e blogs no Brasil. A plataforma utiliza algoritmos que recomendam páginas a ser visitadas, com excelentes resultados para os anunciantes e proprietários de sites e blogs.

Com sede em Nova York e centro de desenvolvimento em Israel, a Outbrain foi fundada em 2006 por dois israelenses, Yaron Galai e Ori Lahav, que são empreendedores bastante experientes, provenientes de empresas de sucesso na internet.

Ambos, juntamente com sua equipe, criaram algoritmos que procuram oferecer links irresistíveis aos visitantes do site ou blog, tendo, atualmente, 150 bilhões de links publicados todos os meses, ou seja, uma média de 58 mil por segundo.

Taboola

O Taboola, embora já seja utilizado com bastante frequência em sites internacionais, ainda não é um dos mais conhecidos no Brasil, apesar da qualidade e quantidade de resultados apresentados pelos seus utilizadores.

Aos poucos, no entanto, o Taboola vem sendo reconhecido pelos seus resultados, o que o torna uma plataforma que merece ter o seu investimento, principalmente porque oferece boas comissões e apresenta anúncios que realmente trazem lucratividade para o anunciante e para quem utiliza a plataforma.

Se você está procurando alternativas para o AdSense, pense nessas outras plataformas e estude com carinho as condições que cada uma oferece. Certamente você poderá ter surpresas agradáveis se escapar do monopólio do AdSense.

Fabrício Trevisani